Virar Empreendedor com Franquias


Já posso adiantar que esse post não será favorável ao investimento em franquias, sei que existem muitas variáveis que podem otimizar ou prejudicar o desempenho financeiro de uma franquia, então vai ficar fácil ter cenários mais otimistas que tudo dá certo no final e cenários mais pessimistas que o cara já quebra nos 6 primeiros meses.

Vou utilizar como parâmetro as informações divulgadas pelas próprias franquias, o espaço amostral que eu pesquisei nos últimos meses traz a informação que o retorno do investimento vem entre 24 e 36 meses e eu tenho a impressão que mesmo o retorno em 36 meses não deve ser tão trivial.

Partindo da premissa que o retorno do investimento virá em 36 meses, vamos precisar de uma rentabilidade média de 2,78%.

Por exemplo: Uma franquia que o empreendedor invista R$ 150.000,00 deve deixar de lucro R$ 4.166,67 por mês em média para que seja possível recuperar o dinheiro em 36 meses.

Uma rentabilidade de R$ 4.166,67 ou 2,78% é algo chamativo, mas o problema aqui é que isso não é renda passiva, o empreendedor vai precisar trabalhar bastante para estabilizar o negócio e assumir muitos e muitos riscos.

Podemos refletir um pouco sobre esse número, geralmente é necessária uma dedicação maior do empreender no início da operação do negócio, em muitos casos não vai ser possível manter a função de empregado e tocar remotamente a empresa com agendas parciais, vamos imaginar um caso hipotético de um empregado que ganha R$ 3.000,00 por mês e recebe uma herança de R$ 150.000,00, por estar cansado da rotina do trabalho e de ter um chefe, o abençoado começa a pensar em abrir uma franquia e pronto encontra uma franquia perfeita que vai dar 2,78% ao mês, retorno em 36 meses.

A conta por parte do abençoado é simples, deixo de ter chefe e ainda vou ter uma remuneração maior, trabalhando como empregado ganho R$3k por mês e com a franquia vai passar a ganhar R$4,16k.

Mas se o cara fizer uma aplicação financeira e conseguir 0,8% ao mês. São 1200 reais de rentabilidade todos os meses e se ele não utilizar o dinheiro ainda vai conseguir se beneficiar dos juros compostos, portanto a conta aplicando o dinheiro é R$3k por mês do trabalho mais 1,2k de rendimento da aplicação. Essa é uma remuneração mensal parecida com o resultado da franquia e com um risco muito menor.

A priori não vejo motivos para abrir uma franquia e além da conta de padaria exemplificada acima eu acho que os franqueadores sempre ficam com as melhores lojas.

Será que o Pão de Queijo é dono das lojas de aeroportos ou a propriedade das franquias que estão localizadas nos aeroportos está pulverizada entre vários donos?

Quem tiver alguma experiência do assunto, por favor, me ajude e compartilhe nos comentários.
Virar Empreendedor com Franquias Virar Empreendedor com Franquias Reviewed by Unknown on 12:02 AM Rating: 5

16 comentários:

  1. Boa noite,

    Não tenho experiência na área mas sinceramente acho completamente irreal o negócio que vendem. Muita franquia promete retorno em 24 meses. Se realmente fosse isso, qual a razão de abrir para franqueado e não lojas próprias?
    Quem eu conheci que entrou nessa foi enfático em dizer que só ė lucrati o para o franqueador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é anom, a questão é que os melhores pontos e as melhores lojas devem ficar com o franqueador e o que sobra sao lojas com baixa lucratividade. Com toda certeza existem casos de sucesso com as franquias, mas devem ser a minoria.

      Excluir
  2. O risco e altissimo com certeza, porem tem que ter dinheiro se nao o risco e muuuito maior, pois se nao tiver caixa pra aguentar quebra rapidinho.
    Ja tive vontade de ter franquia, mas hoje ja passou.
    Abraco surfista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. R.R risco alto e retorno comedido, de verdade essa é uma característica do negócio com franquias na maioria das vezes.

      Excluir
  3. Olá Surfista,

    Já passou pela minha cabeça pegar alguma franquia, mas sempre deixei para depois. Um blogueiro que pode te passar uma experiência é o Frugal Simples. Ele está contando como está sendo sua aventura ao abrir uma franquia.

    Esse ano penso em fazer algo. Se eu achar uma franquia que ache legal, talvez eu a encare. Vamos ver.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Frugal é um exemplo fora do padrão para o bem, o montante que ele utilizou e o negócio que ele abriu tem um porte aparentemente maior. É igual abrir um MC Donald ou um Outback, não sei se a informação popular está correta, mas todos dizem quem consegue abrir um desses não tem com o que se preocupar. Mas acho que essas franquias com valor inferior a 150k devem dar pouco lucro e são montadas para atrair o trabalhador padrão, que após anos recebe uma grana com uma demissão e não consegue uma recolocação no mesmo patamar.
      Mas não tenho nenhuma dúvida que tem boas opções entre tanta coisa ruim no mundo das franquias, se eu encontrar algo que interessante também tem disposição para tomar risco.

      Excluir
  4. Olá Surfista!
    Penso que franquia é quando o cara quer um gerente totalmente enforcado com o negócio. Daí ele oferece a possibilidade de franquias. Para mim o cara continua sendo empregado, só que no limite da precarização do contrato de trabalho.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Janota! Na verdade, seja para franquia ou negocio independente, o risco do investimento é todo do dono. A remuneracao de um funcionario/gerente nao esta diretamente atrelada ao desempenho da empresa (excluindo bonus). Ja num negocio proprio se voce nao consegue gerar lucro voce nao recebe, e em alguns casos ainda tera que por mais dinheiro para pagar as contas no final do mes.

      Franquias possuem pros e contras em relacao a abrir um negocio independente.

      Por isso acho que cada um deve avaliar se possui perfil para empreender. No passado eu era bem cetico em relacao e empreender, porem passei a amadurecer a ideia como um passo para a aposentadoria antecipada.

      Abraço!
      Executivo Investidor
      www.executivoinvestidor.com

      Excluir
    2. Janota, eu concordo completamente, pois enxergo que a quantidade de opções ruins de franquias são muito superiores que as boas, mas como o Executivo Investidor comentou existem boas oportunidades também, mesmo que em menor quantidade.
      A pergunta que me faço em relação as franquias com uma marca mais forte, é se os melhores pontos não ficam na mão do franqueador e ele só entrega aquelas que tem um potencial menor de lucro.

      Excluir
  5. Otimo post Surfista! Eu particularmente tenho experiencia com franquias no Brasil e Canada (sempre no setor de fast food). O que posso dizer apos estudar bastante e vivenciar na pele, é que dificilmente abrir uma franquia do zero vale mais a pena do que comprar uma loja ja existente. Tanto no Brasil quanto aqui no Canada comprei lojas ja existentes e de pessoas que nao tinham muita experiencia e quase quebraram o negocio. Dessa forma consegui pagar uma fracao do valor e potencializar o retorno sobre o investimento. Claro que isso implicou em um risco GIGANTE, mas com boas tecnicas de gestao e muito foco em custo e vendas é possivel mitigar os riscos. No Brasil tive um payback de menos de 1 ano e aqui no Canada minha previsao é conseguir payback em torno de 20-24 meses. No meu blog relato um pouco sobre minhas experiencias.
    De qualquer forma, antes de investir em um negocio (seja franquia ou nao) eu acho que é preciso ter muito claro os pros e contras e saber se temos o perfil para empreender.

    Abraco!

    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    (desculpe a falta de acentos mas estou usando um computador sem opcao de teclado brasileiro)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Payback com 24 meses é realmente muito bom, cara vou olhar seu blog para entender um pouco o que você faz. Tem alguns sites no Brasil que publicam anuncio de negócios à venda, confesso que já me interessei por alguns. Valeu pelo comentário.

      Excluir
  6. Assunto controverso Surfista. Eu particularmente já pensei em abrir uma franquia, mas desisti depois que fiz essa conta de padeiro. É muito dinheiro investido para ganhar somente 2 ou 3% a.m. Sem contar que vc não vira seu próprio chefe, é como se vc comprasse um emprego, tendo que fazer tudo sozinho e pagar direitinho os royalties pro seu verdadeiro chefe. Como o executivo muito bem mencionou aí em cima, é melhor comprar um negócio já pronto, com toda estrutura física, mas é claro, precisa ter mais trabalho no início para verificar se toda burocracia/dívidas/faturamento vale a pena o risco.

    Agora, se o empregado virou desempregado e não tem experiência com gestão de negócios, acho válido a modelo das franquias, pois há todo um suporte, definido em contrato.

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hank concordo com você, também acho que a franquia limita a capacidade do 'empreendedor' e o risco quase sempre é elevado. Eu acho que tem muita franquia que montou um plano de negócio para abocanhar o trabalhador que após muitos anos pega um boladinha com a multa de rescisão do trabalho e vê nas franquias um possibilidade de manter a renda.

      Excluir
  7. Surfista, também já pesquisei muito sobre franquias. Uma vez pesquisei bastante a fundo. Cheguei a conclusão que para franquias baratas, compensa você criar sua própria marca e se for o caso, franquia. Se você identificou uma oportunidade, por que entregá-la de bandeja para uma franquia? O que me tirou desse negócio na época foi o tempo que eu teria que gastar para o retorno baixo que a franquia de baixo custo ou o negócio dariam. Achei mais confortável permanecer no mercado financeiro, por enquanto.
    Obrigado pelo texto, nos leva a refletir sobre o tema novamente.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sequoia cheguei exatamente na mesma conclusão que você, e suspeito fortemente que os melhores pontos ficam diretamente com o franqueador. Também acho que por enquanto o mercado financeiro ainda é a melhor opção para mim.

      Excluir
  8. Concordo com sua postagem e por experiência própria, Franquia, hoje, com raríssimas exceções, resumo como "escravidão do mundo moderno". Você paga para, no fim, ser um pseudo-patrão ou um "empregado de luxo".

    Sem falar a prática de algumas que te obrigam a comprar X mercadorias em épocas de promoção, mesmo que você não consiga dar saída. Ou realizam a promoção e o custo fica todo com o franqueado, sem subsídio da franqueadora.

    Suporte do franqueador só em franquias extremamente estruturadas. Conheço algumas com mais de 500 lojas no Brasil e mesmo assim o suporte é praticamente nulo.

    ResponderExcluir

“Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.”
George Orwell

Tecnologia do Blogger.