Patrimônio Financeiro Agosto/2022 (R$ 649.052,85) ou +3,77%

 


Estou perto de chegar aos 9 anos de acompanhamento do patrimônio.

Fazendo uma análise fria dos resultados, após 9 anos meu patrimônio tem uma rentabilidade histórica menor que 100% neste momento, um resultado bem ruim e longe das minhas projeções.

Os últimos 3 anos foram um teste de resiliência!

Se eu pensar que em 2019 eu estava decolando com uma rentabilidade histórica superior a 130%, e imaginando claramente que aquele era o ponto onde o turbo dos juros compostos estava sendo ligado, os anos de 2020, 2021 e agora 2022 foram um verdadeiro balde de água fria.

No último post de 2019 essa era a minha meta de evolução patrimonial, ao final de 2022 a previsão era ter R$ 625k de patrimônio, se eu voltar para a versão anterior as coisas estão bem encaixadas. 


Qual o motivo de resgatar o passado agora? Para ter a certeza que essa evolução não se dá através de uma progressão linear, nos próximos anos podemos ter mais uma rodada de mercado pra cima, onde muitas previsões serão superadas... e depois de mais alguns anos o mercado pode voltar a ser uma draga e toda a evolução pode ficar pelo caminho.

A despeito do meu mimimi, eu felizmente estou bem tranquilo, tenho uma esperança genuína que está ancorada em uma probabilidade real de chegar ao final de 2023 com o patrimônio orçado.

A cada dia torço para um dos negócios imobiliários destravar, o que pode acontecer amanhã ou somente no final do ano que vem, e também espero por uma retomada da rentabilidade com a renda variável que irá ajudar a aumentar meu patrimônio.

Enfim esse mês até que pensei bastante na minha situação, isso nem sempre é muito bom, eu prefiro deixar isolado o fator emocional.

Abaixo a planilha de cotas:


 

Patrimônio Financeiro Agosto/2022 (R$ 649.052,85) ou +3,77% Patrimônio Financeiro Agosto/2022 (R$ 649.052,85) ou +3,77% Reviewed by Surfista Calhorda on 8:39 AM Rating: 5

8 comentários:

  1. Olá, não entendi muito bem a diferença entre patrimônio e patrimônio real no seu gráfico... um deles seria a meta? ou tem relação com inflação? Abs

    ResponderExcluir
  2. Você está em uma fase de poucos aportes no momento, mas esses preços baixos são bons justamente para comprar ótimos ativos por um "valor descontado", o mercado é cíclico e é só ter resiliência no trato com ele.

    Abraços,
    Pi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Optei por fazer uns investimentos em qualidade de vida e em algumas experiências... Hoje eu consigo entender que tirei o pé dos aportes um pouco cedo, se tivesse segurado mais um ano, mas não dá para ganhar todas... Agora vou continuar nessa toada, esse patrimônio que aí está mais os negócios imobiliários tem que dar conta do recado para eu atingir a independência financeira.

      Excluir
  3. surfista, estou na mesma, estou há 8 anos na caminhada e embora esteja vendo o património subir um pouco, basicamente pelos aportes, ainda não vi a mágica dos juros compostos abençoar meus investimentos, ou seja, tenho me questionado a partir de quando o longo o gatilho do "longo prazo" é disparado. o Buffet cresceu mesmo e se tornou o que tornou após os 50 anos né, vamos aguardar, até por que não tem muito pra onde correr,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que resta é ter paciência, já fui longe demais para desistir hehehe Posso até não aportar mais com tanta frequência, mas não recuo mais não... Até os 50 vai dar bom...

      Excluir

“Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.”
George Orwell

Tecnologia do Blogger.