Top Ad unit 728 × 90

Avaliação metas anuais, sem desanimo!

Como vi alguns blogueiros bem desanimados nos últimos dias, me lembrei que a melhor maneira de não desanimar é comemorar o sucesso, portanto todo o esforço empenhado para cumprir o planejamento de 2014 será comemorado em grande estilo!

No geral estou bem perto de bater as metas de aporte e patrimônio estipuladas para 2014, portanto decidi suavizar o aperto monetário nos próximos meses e utilizar uma parte da grana que era destinada aos aportes e fazer uma viagem internacional.


Evolução Patrimonial
Em relação ao patrimônio faltam R$ 6013,73 para atingir a meta, então os R$ 8k de aportes planejados até o final do ano devem ser suficientes para chegar lá.
Meta anual de patrimônio: R$ 50350,62
Patrimônio atual: R$ 44336,89

Aportes
No quesito aportes faltam apenas R$ 6535,73 para atingir a meta, portanto nos próximos 4 meses vou aportar R$ 2k por mês e vou guardar os outros R$ 2k para compor o orçamento da viagem. O que sobrar além dos R$ 4k no mês, vai ser preferencialmente utilizado para engordar os aportes.
Meta anual aporte: R$ 47800,00
Aporte realizado: R$ 41264,27

Rentabilidade
As minhas projeções de rentabilidade são bem modestas, mas esse é um ponto que eu somente consigo garantir no longo prazo, pois dou preferência para empresas com bons fundamentos e a aferição da rentabilidade no curto prazo não se adequa a minha estratégia de investimentos. A rentabilidade é um indicador que tenho dado menos importância no curto prazo.
Meta anual de rentabilidade: 5,34%
Rentabilidade atual: 7,45%

Ajustes no controle para 2014
Um ponto muito importante que eu não estava levando em consideração é a inflação, para 2015 vou inserir dois novos requisitos no meu controle, são eles:
- Ajuste anual dos aportes com base na inflação.
- Inclusão de projeções de inflação para trazer o patrimônio total projetado para o VPL, assim consigo ter uma noção de quanto vai valer meu patrimônio ao final do plano de acumulo de capital.

[Off topic] Salve Gabriel Medina, campeão da etapa de Teahupoo

O cara desbancou ninguém menos que Kelly Slater na final!
Que onda é essa a de Teahupoo, pegar um tubo 3x3 desses é um sonho!



Avaliação metas anuais, sem desanimo! Reviewed by Surfista Calhorda on 8:48 PM Rating: 5

15 comentários:

  1. Olá Surfista
    Permita-me um comentário.
    Vc está correndo uma volatilidade imensa na RV pra querer 5,5% a.a.? Isso não faz sentido algum!
    Outra coisa que não entendo, por que vc diz que só consegue uma boa rentabilidade no longo prazo se vc diz que investe em empresa com bons fundamentos? Não seriam justamente essas que deveriam trazer ganhos logo no curto?
    Desculpe, mas se vc for ler com cuidado o deu post, ele está sem pé nem cabeça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dividendos, mas a carteira dele ainda é nova. Como mensurar rentabilidade mais alta logo no inicio? Como vc disse. A volatilidade é imensa!
      Entendo que no longo prazo (algo como em 20 anos) seja esperado uma média entre 10-15% a.a. Mas não no curto prazo.

      Empresas bem fundamentadas também sofrem com a volatilidade no curto prazo! Ou seja, do meu ponto de vista, voltamos ao ponto acima. Elas vão trazer uma média de ganhos médios consistentes no longo prazo (onde ajustamente a alta volatilidade é amenizada).

      Vc acha que já deveriamos auferir grandes ganhos pela exposição à volatilidade alta já no curto prazo? Eu já vejo essa estratégia mais como "trader"...

      abs

      Excluir
    2. Acho que não estou me fazendo entender.

      Excluir
    3. Dividendos obrigado pelos questionamentos.
      [Rentabilidade] Podemos fazer uma simulação com uma rentabilidade de 1% ao mês, para uma carteira começando do zero e com aportes mensais de 4k. No final de um ano a rentabilidade será de modestos 6,7% em relação a todo o capital investido, como temos dinheiro novo entrando todos os meses e a carteira ainda é pequena fica mais difícil conseguir uma rentabilidade mais alta. Nesse ponto fiz questão de considerar minha baixa experiência para traçar uma meta factível de rentabilidade de 0,8% ao mês, tendo em vista que minha carteira tem 60% RV e 40% RF não vejo um erro tão grosseiro no estabelecimento desta meta.
      [Longo Prazo] Minha estratégia definitivamente é de longo prazo e sou um investidor defensivo, como citou o Migrante Fudido minha expectativa é que no longo prazo a rentabilidade média da RV fique entre 10-15% e considero essa expectativa de ganhar dinheiro rápido na bolsa um dos fatos que mais desmotivam os iniciantes. Não acho que as empresas estáveis, com lucros constantes e crescimento sustentável sejam as melhores para ganhar dinheiro no curto prazo, as empresas com vários projetos e promessas geralmente são alvo mais fácil do capital especulativo, os que tem conhecimento, experiência e informações 'diferenciadas' certamente ganham muita grana no curto prazo, já a grande maioria vai entrar para perder dinheiro.

      Em relação ao post ser sem pé nem cabeça, tenho espaço para melhorar e muito, mas não precisa exagerar, dá para tirar uma nota 5 no storyline.
      1 - Falo do desanimo externado na blogosfera.
      2 - Faço um contraponto com meus resultados pessoais em relação as minhas metas.
      3 - Mostro o quão perto estou das minhas metas anuais e quais são as mais importantes.
      4 - Digo o que eu vou melhorar no meu controle.
      5 - [Fail] As informações sobre o ASP World Tour realmente são sem pé nem cabeça.

      Excluir
    4. O comentário ficou gigantesco, preciso desenvolver o dom da síntese.

      Excluir
  2. Parceiro, tem que bater pelo menos o CDI. Acredito que você consegue. Bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo o que ando vendo na Blogosfera tem pouca gente está conseguindo bater o CDI.
      Vou continuar a manter meu foco nos aportes, para atingir a evolução patrimonial orçada.
      Valeu pela visita.

      Excluir
  3. A vantagem de metas modestas, mas conscientes, é que elas podem ser facilmente batidas. De que adiantaria fazer projeções de 26% a.a só pra se frustrar ao fim do período? Além do mais, as pessoas que estão criticando aqui falam como se você fosse jogar fora a rentabilidade que ultrapassasse sua meta. Ora, se você projeta pouco, tudo que ganhar além disso será lucro, uma redução substancial do tempo que vc pretende investir até chegar à independência financeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fato as metas tem que ser realistas, não adianta orçar valores muito altos nem valores muito baixos. E de verdade o indicador de rentabilidade é o que tenho menos condição de orçar de maneira consistente então cheguei num valor que viabiliza um bom patrimônio após o planejamento de 10 anos de investimentos.

      Excluir
  4. Vou acompanhar seu blog de perto. Temos metas, patrimônio e até meta de aporte mensal quase idênticas.
    Espero que não desanime de postar sua evolução aqui, espero que cresçamos juntos ao longo do tempo

    ResponderExcluir
  5. RM obrigado pela visita e vou continuar divulgando os resultados obtidos mensalmente.

    ResponderExcluir
  6. Surfista,

    Me agrada muito ter metas factíveis. Ok, realmente tem o ponto que o Dividendos comentou sobre volatilidade, mas se as empresas que você tem, apresentam bons fundamentos, é o que importa. No curto prazo a cotação é fluxo, porém no longo prazo sempre seguem os lucros/fundamentos da empresa, não tem pra onde correr.

    Muito bom ver alguém definido, focado em sua estratégia, com visão. Parabéns pelos investimentos e pelas metas. No final das contas o que determina o enriquecimento é o tamanho do aporte e não rentabilidade.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita PR, vou manter o foco nos aportes realmente, inclusive minha estratégia prevê aumentar o aporte para alcançar o patrimônio orçado caso a rentabilidade fique muito ruim.

      Excluir
  7. Surfista,
    Eu não achei o post tão sem pé nem cabeça assim, alias achei que tem vários pontos que posso adaptar em minha estratégia, que na verdade não está muito diferente.

    Desde 2001, estabeleço uma meta de depósitos mensais. Dados os altos índices do CDI da época, eu fazia a correção de 12% a.a (1% a.m.). Desde então tenho seguido esta mesma correção, pois a minha renda (graças a evolução da carreira) tem crescido também bem acima da inflação.

    Com relação à meta de rentabilidade eu estabeleço IPCA + 4% a.a. (hoje daria algo como 10,5% a.a). Pode ser que nos primeiros anos eu não consiga, mas é uma média, portanto a meta do ano seguinte é sempre o saldo (meta) do ano anterior + rentabilidade (IPCA + 4%) + aportes do ano, e assim por diante.

    Nos primeiros anos a meta era apenas de aporte e agora que o patrimônio está maior considero importante controlar mais de perto.

    Parabéns pela evolução e não desanime!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita EI.
      Fico muito feliz que as informações que compartilhei tenham algum valor.
      As minhas metas preveem um aumento de rentabilidade gradual, pois o impacto do dinheiro novo na carteira vai ser menor percentualmente com o passar dos anos.
      Estou firme e forte sem desanimo!

      Excluir

“Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.”
George Orwell

All Rights Reserved by Ele não surfa nada! © 2014 - 2015
Share by GFXFree.Net

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.