Top Ad unit 728 × 90

Felicidade de não ter dívidas (Fuja até dos parcelamentos sem juros!)

Só de olhar o GIF ao lado eu já fico feliz, mas o que quero relatar é uma felicidade causada por outro motivo.
Este mês tive alguns imprevistos, o carro quebrou e a minha moto quebrou também e tive uma despesa elevada com manutenção das minhas máquinas, paguei uma multinha por excesso de velocidade e por fim minha pequena ficou doente e gastei mais uma grana não prevista com medicamentos e estacionamentos no hospital (Como é caro estacionar no hospital).



Porra!!! Com tanta coisa negativa não prevista no mesmo mês como assim FELICIDADE?

Tudo bem que ainda não chegamos ao final do mês, mas espero que não apareça mais nenhum evento imprevisto.
Vamos lá, o que me trouxe felicidade é que no final das contas vou pagar a manutenção do carro e da moto à vista, paguei antecipadamente a multa com o desconto e comprei toda a medicação necessária para minha pequena e ela já está melhor, tudo isso graças ao meu baixo endividamento, portanto no mês que vem vida normal novamente e sem contar que ainda vou conseguir garantir quase 75% da meta de aporte do mês, com os imprevistos cortamos algumas despesas com lazer para suavizar o impacto financeiro.

Legal Sr, Tube Rider e onde está felicidade? Ainda não capitei o mensagem!

Minha felicidade fica clara colocando esses imprevistos na minha vida de devedor dos anos anteriores.
Se eu tivesse me deparado com um cenário desses no começo do ano passado, iria precisar me endividar ainda mais para manter o carro e a moto funcionando, não iria pagar a multa para rolar a dívida até o licenciamento e é bem provável que entraria no limite do cheque especial para pagar remédios e estacionamento do hospital e levaria essa dor de cabeça financeira por mais alguns meses arcando com uma bela quantia de juros até quitar todas as dívidas.

Para ir um pouco mais longe, vamos testar um cenário catastrófico, minhas dívidas consomem quase toda a renda e tenho um mês ruim, com isso me endivido mais ainda para o próximo mês, isso já não é nada bom. No mês subsequente sou acometido por mais uma onda de falta de sorte e o resultado são mais dívidas, mais dinheiro fugindo pelo ladrão com juros de financiamento, cheque especial e etc. Se rodarmos esse cenário de falta de sorte umas três vezes ao ano vai ficar claro o efeito bola de neve que irá fazer as dívidas crescerem sem controle e a origem dessas dívidas sem controle pode ser aquele financiamento inocente da TV de 56 polegadas em 24x sem juros e do sofá novo feito em 18x sem juros.

Enfim mesmo com os problemas que enfrentei na primeira quinzena do mês eu pude lidar com tudo isso de maneira muito mais tranquila e não abalei minha saúde financeira e essa é mais uma evidência do quão bom é não estar endividado.

Para assumir qualquer dívida precisamos fazer uma análise muito criteriosa e não devemos ser levados pelo impulso consumidor instigado pelos marqueteiros que nos oferecem descontos gigantescos e algumas dezenas de 'parcelinhas' sem juros.


Evitem as dívidas, mesmo as sem juros, pois não podemos prever quando estaremos no cenário da falta de sorte.


Felicidade de não ter dívidas (Fuja até dos parcelamentos sem juros!) Reviewed by Surfista Calhorda on 2:18 PM Rating: 5

6 comentários:

  1. Opa surfista, beleza?
    Também tenho nojo com relação a tudo que remeta a endividamento. Nunca fiquei endividado em toda a minha vida e isso é um motivo de orgulho.
    Tenho nojo de palavras como parcela, financiamento, CET, boleto, crediário.
    De qualquer forma, o parcelamento sem juros pode ser, matematicamente, vantajoso (caso não haja desconto à vista). Nunca tentei, mas sempre tive interesse.

    To adicionando seu blog ao meu blogroll, ficaria feliz se você também me adicionasse.

    Abraço e bom surfe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está adicionado no blogroll.

      Concordo plenamente com vc que o parcelamento sem juros pode ser benéfico, não vou nem me prolongar dando exemplos positivos, pois o meu objetivo principal é mostrar o outro lado da moeda quando as pessoas se endividam fazendo uma série de compras facilitadas pelos financiamentos sem juros e quando tem algum tipo de imprevisto não conseguem arcar com os compromissos e ai passam a pagar altos juros de cheque especial e de cartão de crédito.

      Cansei de ver pessoas em inicio de carreira que ganham seus 2k por mês, e tem dívidas fixas de 1,9k mensais por um longo período, é como andar na corda bamba sem uma rede salva vidas, qualquer queda vai gerar estragos significativos.

      Excluir
  2. Parabéns Surfista,
    Sua posição é bastante positiva e exemplar.
    Sucesso pra vc amigo.

    At,
    Simples & Próspero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser positivo é interessante, pois facilita a pensar na solução dos problemas em vez de ficar se lamuriando.
      Obrigado pela visita SP.

      Excluir
  3. Boa postagem.
    Uma das primeiras coisas que aprendi desde que iniciei a jornada da independência financeira, é que não existe parcelamento sem juros. Simplesmente não existe.

    É importante sabermos que é sempre possível obter desconto em pagamentos à vista. Sempre. Algumas vezes será necessário pressionar o vendedor ou chamar o gerente no caso de resistência. Em casos extremos, a ameaça de não efetuar a compra resolve a situação.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro grande beneficio de comprar à vista, o desconto!
      Obrigado pela visita e pelo comentário.

      Excluir

“Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.”
George Orwell

All Rights Reserved by Ele não surfa nada! © 2014 - 2015
Share by GFXFree.Net

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.